(67) 3331-1655
Seg. a Sex. - 12h às 18h. Atendimento ao público: 12h às 17h

Notícias

Faça sua busca de notícias

Ir para: Todas as Notícias
Publicado em: 05/04/2018

Presidente do CFMV participa de sessão no Senado em comemoração à Erradicação da Febre Aftosa no Brasil

Francisco de Almeida (presidente CFMV),Maurício Lopes (presidente Embrapa),Blairo Maggi (ministro da Agricultura) e senador Moka. Foto: Senado Federal

O presidente do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV), Francisco Cavalcanti de Almeida, participou, na última segunda-feira (02/04), de Sessão Especial do Senado Federal em Comemoração à Erradicação da Febre Aftosa no Brasil e ao reconhecimento internacional da condição de país livre da doença, com vacinação. O evento faz parte da “Semana Brasil Livre de Febre Aftosa”, organizada pelo Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa) em parceria com algumas instituições.

Almeida foi convidado a compor a mesa do evento ao lado do ministro da Agricultura, Blairo Maggi, do presidente da Embrapa, Maurício Antônio Lopes, do senador Waldemir Moka, que presidiu a sessão, entre outras autoridades.

Com um discurso pautado na “alegria” em ter participado efetivamente da luta contra a doença, o presidente do CFMV enalteceu o papel decisivo do médico veterinário na erradicação da aftosa, “desde a pesquisa, à construção de um antígeno de qualidade, reconhecido, mundialmente”.

Almeida lembrou de sua trajetória como profissional e o orgulho de ter acompanhado a evolução tecnológica da fabricação da vacina contra a doença. “Quando afirmo ‘com alegria’ de ter participado deste combate, não foi fácil, focando a educação sanitária – conscientização do produtor rural; a vigilância sanitária e epidemiológica-profilaxia, trânsito e a interdição das áreas afetadas e por último, a vacinação”, contou o presidente do CFMV.

"Parabéns ao médico veterinário, zootecnista, pecuarista, industrial, professor pesquisador e sociedade como um todo, por esta conquista. Neste plano estratégico traçado pelo Mapa, acredito, como fundamental a vigilância nas fronteiras, incluindo-se portos e aeroportos”, proferiu o presidente. (Confira o discurso do presidente do CFMV na solenidade)

No próximo mês de maio, em Paris, na França, o Brasil receberá o certificado internacional da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) como país livre de febre aftosa com vacinação, abrangendo os estados do Amapá, Roraima, partes do Amazonas e Pará. Com isso, o processo de implantação de zonas livres de febre aftosa alcança toda a extensão territorial brasileira

"Com esse status, a pecuária brasileira passará para um patamar mais alto, permitindo um novo desafio que conquistaremos até 2023, o reconhecimento internacional de todo o país livre da febre aftosa sem vacinação. Essa condição traz evidentes impactos positivos para o país na consolidação e ampliação de mercados para os produtores pecuaristas brasileiros, ” afirmou o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, em seu discurso.

Fonte: Assessoria de Comunicação do CFMV