(67) 3331-1655
Seg. a Sex. - 12h às 18h. Atendimento ao público: 12h às 17h

Notícias

Faça sua busca de notícias

Ir para: Todas as Notícias
Publicado em: 10/10/2018

CRMV-MS orienta profissional que sofrer algum tipo de fraude, que registre Boletim de Ocorrência e comunique imediatamente o Conselho

.

Em decorrência de um caso de fraude registrado no mês passado, no Rio de Janeiro, onde a assinatura de um médico veterinário foi falsificada, o Conselho Regional de Medicina Veterinária de Mato Grosso do Sul (CRMV-MS) orienta quais medidas corretas que o profissional deve tomar em casos como este.

Ao contrário de perda, roubo ou furto da identidade profissional, no qual o médico veterinário está ciente do perigo que corre ao ter seus documentos em mãos erradas, é impossível prever quando um falsário vai se apoderar do número de registro indevidamente.

Assim que o médico veterinário constatar que está sendo vítima de fraude, ele deve imediatamente se dirigir até uma delegacia de polícia e registrar o Boletim de Ocorrência, e também comunicar o fato ao Conselho Regional no qual está inscrito, para que qualquer irregularidade cometida pelo fraudador não gere consequências a quem foi lesado.

A falsificação ou uso indevido de identidade profissional pode comprometer a credibilidade do profissional, gerar processos éticos e até a perda do registro. Por isso, após a comunicação às autoridades policiais, é fundamental entrar em contato com o CRMV, o mais rapidamente possível.

Uma vez que a situação foi relatada ao Conselho Regional de sua jurisdição, um requerimento será preenchido e junto dele anexada cópia do registro da ocorrência policial.

Fonte: Ascom CRMV-MS